A Ciência Oaieme – Coaching e Mentoring – Curso – O Desenvolvimento.

Aula XLIX– Os Protocolos do 4° Poder – XXXV

JB da Silva

No recesso de seu lar ou trabalho, evitar cruzes, velas e imagens ou fotos de de Jesus Cristo crucificado. Existem muitos retratos de Jesus Cristo de rosto ameno e expressão suave que emprestam ao ambiente amenas e positivas vibrações.

****
No recesso de lares, escolas, locais de trabalho, igrejas, templos e instituições do Catolicismo três práticas atestam a pressuposta fé dos católicos. A primeira é apresentando em uma parede do recinto mais importante do imóvel, um quadro ou gravura de Jesus Cristo, ostentado uma coroa de espinhos e um coração também coroado de espinhos sobre o peito. A segunda é apresentando em uma parede do recinto mais importante do imóvel, Jesus Cristo crucificado e exangue em uma cruz. A terceira é a manutenção de Jesus Cristo crucificado e exangue guardado ou aprisionado em um tabernáculo fechado à chaves, a cujo acesso só é permitido ao oficiante da missa ou eventual evento religioso.

Além destas três práticas, tanto religiosos como os fiéis católicos costumam ostentar por sobre o peito, Jesus Cristo crucificado.

Haja por bem que se informe que: considerando que o catolicismo, o judaísmo e o ritos evangélicos são os expoentes da cultura religiosa do planeta e as outras religiões ou seitas são ritos pagãos, estabelece-se o paradoxo; tais práticas são ancestrais e anteriores ao estabelecimento do Estado de Israel ou a saída das caravanas de Abraão de Ur na Mesopotâmia ou seja o Império Sumério. Logo, como tais práticas que são formulações e conceituações mágicas ancestres, possuem diretrizes definidas de uso, no caso aqui em pauta são as diretrizes e objetivos definidos a partir dos interesses do catolicismo, judaísmo os seitas evangélicas.

E nesses segmentos religiosos, as diretrizes são a costumácia da prática e os objetivos definidos são a manutenção de religiosos e fiéis atrelados ao credo Religioso atuante, através do medo, pavor, subserviência e a maldição que tais práticas e seus símbolos incutem subliminarmente na mente e afetam o emocional das pessoas, mantendo-as sobre o jugo da religião ou seita.

Será que esta dissertação é verossimel ? Claro que o é e seus parágrafos são irrefutáveis.

Ao propor a você o conteúdo do enunciado da Aula, necessário se faz que o teor ou forma de uma analogia, lhe enseje questionamentos.

E o teor ou forma da analogia é esse:

Como a Igreja Católica possui e ostenta em seus recintos, quadros e imagens de Jesus Cristo crucificado, exangue e em sofrimento e seus fiéis ostentam Jesus Cristo crucificado, exangue e em sofrimento pendurado sobre o peito, assim como eles mantêm em suas residências quadros, gravuras e crucifixos que fazem apologia a sua morte, aí vai os questionamentos:

Suponhamos que você possui um ente muito querido (mãe, pai, filhos, amigos). E que de repente algo horrível aconteceu a este querido ente. Digamos que ele foi assassinado a golpes de machado por um indivíduo irracional e ficou desfigurado.

Você colocaria o retrato de seu ente querido com o rosto desfigurado no recesso de seu lar?

Você mandaria fundir um machado de ouro e andaria com ele pendurado no pescoço?

Como dito no enunciado da Aula; existem muitos retratos de Jesus Cristo de rosto ameno e expressão suave que emprestam ao ambiente amenas e positivas vibrações. Se você é devoto e é convicto de sua crença acredite: Jesus Cristo inspirou muitos artistas plásticos principalmente nesta Idade Contemporânea a retratá-lo como ele é metafisicamente; nobre, meigo e acessível ao coração de qualquer um.

Use e estude a Ciência Oaieme, descubra o incrível mundo da Metafísica Aplicada e desenvolva o seu inegável 4° Poder.

Bons estudos, bons proveitos, até a próxima aula e Inté.

Independência ou Sorte.

****