A Ciência Oaieme – Coaching e Mentoring – Curso – O Desenvolvimento.

Aula XVII– Protocolos 4° Poder – III

JB da Silva

Não praticar juros de usura e não espoliar a quem lhe presta serviço.

****

Uma das práticas mais perversas, a agiotagem quer seja através de bancos estatais, privados ou por particulares, é uma fétida ferida no corpo da Sociedade. Seus juros escorchantes debilitam a economia de uma família ou daquele que na carência ou por vício é habituado ao ato. Muitas amizades se rompem depois de um empréstimo concedido e não quitado. Tanto peca o cedente como o cessionário.

Logo, ao socorrer amigo ou parente na carência econômica, para não se aborrecer, não vise lucro sobre o empréstimo. E na relação com aqueles que lhe prestam serviços ou empreitadas, não os explore e no trato com subordinados, seja justo, comedido mais imponha seu grau hierárquico com firmeza.

Bons estudos, bons proveitos, até a próxima aula e Inté.

Independência ou Sorte.

****