A Ciência Oaieme – Coaching e Mentoring – Curso – O Desenvolvimento.

Aula XIV – Os Conhecimentos do 4° Poder – II

JB da Silva

A partir do momento em que começa a trabalhar em sua Auto Análise, surge a possibilidade de se construir tijolo por tijolo o piramidal templo de seu 4.° Poder. Utilizando para isso, os “conceitos, preceitos e ferramentas mágicas” da Ciência Oaieme.

Cada tijolo são itens protocolares de suas próprias leis das quais você não se desviará, pois elas expressam a sua ideação e vontade. Em sendo assim comece a tecer raciocínios e considerações a respeito dos assuntos adiante comentados.

O que são os “conceitos, preceitos e ferramentas mágicas” da Ciência Oaieme?

Os “conceitos” da Ciência Oaieme são seus abalizados Métodos e os “preceitos” são as Leis, Regras, Normas, Estatutos e Protocolos oriundos de tais Métodos.

As “ferramentas mágicas” são inúmeras porém se dissertará apenas pelas 4 básicas por serem as mais importantes.

A nível Individual:

Ideia – formulação de meta, objetivo ou projeto

Análise – agir e interagir sobre os aspectos técnicos, materiais e viabilidade da meta, objetivo ou projeto

Visão – visualizar a conclusão da meta, objetivo ou projeto.

Ação – Dar o comando par o inicio do empreendimento em termos metafísicos e físicos

Passo 1 – A nível Metafísico e a sós, o comando deve ser dado com voz firme mais de modo suave por quantas vezes desejar só que; enquanto dá o comando vá raciocinando sobre os itens da Ideia, da Análise e da Visão. Imediatamente o seu Comando será registrado nos Registros Acásicos do Planeta que disponibilizará o devido aporte para seu empreendimento.

Passo 2 – A nível Físico, no contexto do concreto, organize os aspectos técnicos e materiais e Mãos a Obra.

A nível Coletivo: Grupo, Turma, Equipe, Parcerias

A nível coletivo, o trabalho de deslanche e implantação do empreendimento ou projeto, obedece as mesmas regras do individual porém, todos devem esta cientes que a etapa final, a Ação só pode ser empreendida quando as etapas iniciais estiverem totalmente respaldadas por todos.

E o verbo se fez carne.

Esta frase faz parte da maioria das escrituras religiosas desse Mundo e significa dizer; a voz de Deus criou o Ser Humano através de uma ordem emitida por ele.

Para os judeus a palavra (“dábar”) tinha uma existência autônoma, Saída dos lábios, segue seu caminho, plena de eficácia, por vezes mágica. Assim as bençãos e maldições são eficazes e isso é corroborado ao pé da letra pelos doutores e teólogos católicos, Gn27, 35-37; Rs 16-34; Nm 22.6;23.8;Dt 23.6; Jer 18.

A palavra de Deus é eficaz na criação.

Gn1.1ss;Sl 147, 15-18;Mt 8, 24-27; Jó 36, 5-13;Is 44,26-28; 55,11; Sab 18,14-19

Ora, se existe a possibilidade do Ser Humano de abençoar ou amaldiçoar, segundo as Escrituras “deles, existe a possibilidade do Ser Humano de “criar’ símile a Deus, por ser ele uma micro partícula unidimensional de seus predicados e virtudes.

Quando você idealiza uma meta, projeto ou a realização de um desejo em termos egoísticos e pessoais, mesmo concretizando o idealizado, faltará sempre aquele “um algo mais” para sua mente ou coração.

Quando você idealiza uma meta, projeto ou a realização de um desejo em termos pluralistas e impessoais, em concretizando o idealizado, não faltará para você aquele “um algo mais”, uma fatia do bolo do realizado para sua mente ou coração.

Uma coisa é a realização pessoal que dever ser empreendida por cada um. Outra coisa é o estabelecimento de metas, objetivos e projetos que dependam da participação de outros Seres Humanos.

No entanto religião nenhuma ensina isso a seus devotos. Mais a Ciência Oaieme lhe prepara para usufruir do privilégio de “criar” em prol de Você mesmo e do Bem Comum e isso é regra no dote do legado que Deus atestou a esta Humanidade.

Bons estudos, bons proveitos, até a próxima aula e Inté.

Independência ou Sorte.

****