01. ANÁLISE DO TEMA

Por J B da Silva

Muitos são os resultados de análises realisadas pelos Métodos da Ciência Oaieme, que surpreendem o mais exigente leitor, como é o caso deste, por ser um soneto de estrutura simples mais rico na apresentação do teor ou forma do Tema analisado.

Usando a sua ferramenta, o Idioma Brasileiro livre, a Ciência Oaieme nos propicia prosaicos textos ou composições poéticas requintadas, onde o estrambótico é regulado com maestria.

02. QUADRATURA DO TEMA

em teu seio

03. PALAVRAS ENCONTRADAS NA QUADRATURA

Exercite sua mente procurando na quadratura as palavras que formam o texto ou resultado final.
****
OBS: Todas as palavras do texto serão encontradas dentro da quadratura e todas as palavras possíveis que podem ser formadas com as letras da quadratura compõem o teor ou forma do texto ou Resultado.
****
04. RESULTADO

Meditai sobre a tua sorte e a do Brasil.
Só te resta o sertão, a eira ou o eito.
Só te resta a Sorte e Tese, sede destemido!
Lutai! Lutai! É este teu direito.

Todo traído terá a sua BOA SORTE.
Todo roubado terá o seu ouro.
E o delituoso o Sóter tesa e molesta
E batido some sem tesouro.

É Lei: eles serão estrume de teu solo.
Te solte o Róseo Sol em lotes, os duros elos.
Do Rito Atros do Demo é liberto e em édito:
Teus ermos, ares e mares te serão mais belos.

Os ladrões de teu tesouro debatem-se sob o lodo,
Eram leiais a Besta e a seu maldito Mito.
Mais o Sóter Rei o atrelou ao dolo
E lesto oblitera seu maldoso Rito.

Estude a letra deste Tema sério:
Tire a Morte e bote a Sorte em todos os lares.
Abre a reta e a rota aos Meus e aos Ateus,
Até ao Mudo e ao Doido se me estimares.

Terão broa e mel todos os dias,
Os Meus sem Sorte e os doídos aos brados.
Em solo do sertão serão os meus remidos,
Serão dos duros elos todos libertados.

O tédio desaba o dólar e a libra,
Se debate o real e o Brasil se atola.
Sem lastro, sem ouro, oram tardio
E o Brasil sem rumo a Tio Sam esmola.

Sai às ruas e dá bem alto este brado:
Ou só te sobra dor, luto e a dura Morte.
– BRASIL! SOU REI EM TEU SOLO LIBERTADO!
Aí o Sóter Rei te resa e te dá a BOA SORTE.

Da etérea Lemúria, o Brasil é o remido,
Te mostre os eólios, os ares, a tua liberdade.
Em ermos dos sertões ou em deserto árido,
Ou tu lideras tudo ou só terás metade.

Esta ode te é mote e te é Mestra:
Isto é tudo: do Sóter Rei te é meta e Lei:
Ora e o Rato Truão de ira se molesta
E DEUS dota o Brasil de sério Líder ou Rei!

Ora, ora e ora! Brotam os rios e o sertão liberto,
Soletrem o SI, o som de Sião.
Não se omita os Idos Três Mil te está aberto;
Brasileiro ou Brasileira; em tuas mãos , toma o timão!
****

A Besta – Anu, Jeová, Satã
Lesto – rápido
Oblitera – apaga expungi, faz desaparecer
Rato truão – Satã
Róseo Sol – o Sol espiritual
Sóter Rei – Jesus Cristo
Si – a gradação sonora da Era Trina
****
A Ciência Oaieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.
****
05. COMENTARIO

No comentário do resultado Ordem e Progresso se disse; Deus não faz escolhas nem estabelece diferenciações entre os seres humanos. A comunicação, ou seja; a sua palavra é extensível a qualquer Ser Humano.

Nesse resultado porém que é deveras direcionado ao Povo Brasileiro, ele tanto assevera, como adverte e até orienta de maneira clara e objetiva qual a postura que os Brasileiros devem ter em relação ao futuro da Nação e do Povo em geral.

Daí que; em se falando do Brasil qualquer um que lê esse resultado e em sendo brasileiro; pode ser o possível intermediário, interlocutor ou propagador da palavra de Deus ou então um dos arquitetos de um Novo Rumo par o Brasil.

****
**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.
****
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão
****Fim.