01. ANÁLISE DO TEMA

Por J B da Silva

A Cultura Geral não tem como analisar, entender ou explicar a Ciência Oaieme; pois os conceitos e preceitos de seus cânones, estão restritos as possibilidades do “vir a ser” das postulações doutrinárias da Cabala e dos Credos religiosos.

Como a Ciência Oaieme é pura Matemática, analise, entenda e explique a Matemática a sí mesmo, aí compreenderá o que é a Ciência Oaieme.

02. QUADRATURA DO TEMA

oone dollar

03. PALAVRAS ENCONTRADAS NA QUADRATURA

Exercite sua mente procurando na quadratura as palavras que formam o texto ou resultado final.
****
OBS: Todas as palavras do texto serão encontradas dentro da quadratura e todas as palavras possíveis que podem ser formadas com as letras da quadratura compõem o teor ou forma do texto ou Resultado.
****
04. RESULTADO

No andor; enrolado na orleã e na renda de adorno na orla, o Deão de andó ralo, enrola na lona do lero – lero o Lerdo, lendo o rol da Lenda o anelo e elo de Noé, o Adé. E no adro; ornado de lado a lado aonde a Ralé ora ao “Dono da Lenda de Noé “, o Lerdo orando, doa óleo no odre, dólar, anel, orleã e renda de adorno na orla ao Deão.

Ano a ano arde o óleo no odre do adro e o odor é o do lodo e o aro e a orla do adro é arnedo.

O Lorde dono do dólar, ronda, onera a Ralé e no lar do Lerdo onde a dona é a Dor, de rondó a rondó a loa rola. E ano a ano, ela, a Dor é a renda de adorno na orla do dano a Ralé e a nódoa do ralo, nela é odor.

O áleo adorno da Ralé é o anelo ao Dono da Lenda Real.

E o Aedo do anelo ao Dono da Lenda Real e Elo não enrola o Lerdo na lona do lero lero e lê a Ralé:

NO LAR, NÃO ADORE O DÓLAR E ORE AO DONO DA LENDA REAL. NÃO ORNE O ANDOR, NÃO ADORNE O ADRO E NÃO DÊ ÓLEO NO ODRE, DÓLAR, ANEL, ORLEÃ E RENDA DE ADORNO NA ORLA AO DEÃO.

Ronde a Dor o Lorde, o Lerdo, o Deão e o Adé. E é dela o anelo do Lorde, do Lerdo, do Deão e do Adé.

O Dono da Lenda Real e Elo na lona do lero lero enrola o Lorde, o Lerdo, o Deão e o Adé e nela rola de dor o Adé, o Deão, o Lerdo e o Lorde.

Role e rale de dor; o Lorde, o Lerdo, o Deão e o Adé !
****
Adro- terreno em torno de igreja
Andó – barba pontuda
Andor – padiola
Adé – homossexual
Áleo – alado
Anelo – anseio
Arnedo – terreno estéril
Lenda de Noé – a Bíblia
Lenda Real – a Ciência Oaieme
Lero-lero – conversa sem nexo
Loas – canto introdutório de dramas ou comédias
Ralé – o povo comum
Rondó – composição poética
****
A Ciência Aieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.
****
05- COMENTARIO

Esse resultado em primeiro momento, é específico e direcionado para religiosos e teólogos de qualquer religião ou seita. E nele está muito bem explicitado, qual é o comportamento do cidadão comum em relação a postura clerical dos mesmos.

Em segundo momento no entanto, advertências são direcionados aqueles que de uma forma ou outra pertencem a classes sociais mais elevadas, ou tem poder de mando.

Mesmo a Ralé, o homem comum, também é advertido.

****
**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.
****
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão
****  Fim.