01. ANÁLISE DO TEMA

Por J B da Silva

A cada dia, a cada edição de Dicionários no Brasil, verificamos que dezenas de palavras são propositadamente retiradas do mesmo, principalmente as de origem tupy guarany. Em contra partida está se alastrando por todo o Brasil as escolas cuja proposta didático pedagógica é ser bilíngue.

Está mais do que evidente que o carro chefe nestas escolas em se tratando de idiomas, é o idioma inglez.

Mais o inverso irá acontecer: premidas pela miséria econômica, cultural, política e religiosa, as nações terão que se valer das orientações da Ciência Oaieme para transcender esta Era de Dores e Acertos de Contas.

Aí, terão que aprender o Idioma Brasileiro Livre queiram ou não seus governantes.

02. QUADRATURA DO TEMA

in god we

03. PALAVRAS ENCONTRADAS NA QUADRATURA

Exercite sua mente procurando na quadratura as palavras que formam o texto ou resultado final.
****
OBS: Todas as palavras do texto serão encontradas dentro da quadratura e todas as palavras possíveis que podem ser formadas com as letras da quadratura compõem o teor ou forma do texto ou Resultado.
****
04. RESULTADO

Dos Evos e Evos do Universo, o DEUS UNO deu ordens e do venusto e Vedro Vênus verto e trino os tons do “ SI “, intuo e insto o Servo Editor do Digesto e dos Éditos do DEUS UNO no seu vetusto estúdio no Reino do Rei Ungido, o Sóter Rei, o Rei dos Reis. E no seu estúdio o Servo Editor urde seu estudo e surge o estrito e duro verso ou odes de terno sentir.

Nos Idos de Noé o inverso no dengo, o DEUS UNO deu de tudo: seu Digesto, Éditos, Edis, Reto Rito, Reino, Eitos de trigo e dos Evos e Evos do Universo instou e envidou Noé:

– Se do destino e sorte dos Teus e dos Rudes Gentios tens dó, use o Digesto, estude e instaure os Éditos, teste e guie os Edis segundo o Digesto, ore e doutrine no Reto Rito, une os Reis, toste o trigo e nutre os Teus e os Rudes Gentios e isto te digo e te dito: só gose ou use teu duro nervo, vigor e virtudes no útero. Te veto o uso de dose de tédio no odre de vidro e o uso do inverso dengo.

E isto vigore Idos e Idos e seguindo Idos e Idos no teu Reino tudo reto e sério, te envio o Sóter Rei e Uno, o Rei Ungido, o Divo Rei dos Reis e nos Idos Trinos, o dote dos Teus é o Reino do Rei Ungido, Sion e te designo Divo Sóter nos Evos e Evos do Universo.

Idos e Idos Noé se deu e seu Reino se viu servido de reto e sério Rei seguidor do DEUS UNO.

Do negro e triste Evos, Deus de rito de dor e tédio, intruso e versuto no dengo, veio ser tutor, gestor e rei de rudes gentios nos eitos de Ur e Eridú. O versuto Deus veio no Reino de Noé e envidou e instou Noé.

– Noé eu te sinto triste. Ouve isto Noé; se o teu DEUS UNO te deu de tudo, tudo é teu. Eu sou o Deus de Ur e Eridú. No envido, ouse teu DEUS UNO. O teu DEUS UNO te negou o uso de dose no odre, o uso do inverso dengo . Ore no Rito de Ur e Eridú e eu te dou de tudo. Te dou o uso de dose no odre, o uso do inverso dengo e te instruo no estudo de ver o destino e sorte dos Teus.

De ego negro e tino egro, Noé se insurge, negou o DEUS UNO, seu Digesto e Éditos, o Reto Rito e se deu e deu seu Reino e serviu o Trêdo Deus Versuto nos Ritos de Ur e Eridú e desviou os Rudes Gentios e os de seu reino do seu destino e reto devir.

Idos e Idos Noé serviu o Trêdo e Versuto Deus de Ur e Eridú e seu duro truste tesou reis e reinos e Noé se riu do destino inseguro dos Rudes Gentios.

O DEUS UNO dos Evos e Evos do Universo, vendo o destino e sorte dos Rudes Gentios, sentiu dó e designou Divo e Intrego Ser, Sóter e Rei no Reino de Noé. E o Divo e Intrego Ser veio dos Evos e Evos do Universo e serviu o DEUS UNO e os Rudes Gentios no Reino de Noé e o Reino de Noé vetou o Divo e Intrego Ser e o verdugo rindo, no triste rito de dores, tesou o Divo e Intrego Ser entre dois rudes réus.

Tu és gênito de Noé e o Tredo, Versuto e inverso Deus dos ritos de Ur e Eridú é teu gestor e genitor.

Tens o gênio do urso e o tino do suíno ou o gênio de Noé e o tino de Nero.

Ouvi teus rugidos dentro do teu teto no uso do inverso dengo e teus gritos no rito de entrudo do teu Deus Versuto.

Isto te é destino e sorte:

Ore, ore e ore ou nos Idos Trinos destruo teu truste, te sugo tudo e te envio o Tríduo Surto Trio.

O DEUS UNO te deu de tudo: Reto Rito e Digesto, Edis e Éditos, Reino e de dote, o TRUSTE DE TUDO.

Nos ritos de entrudo de teu Deus Versuto, se deu e se desviou do reto destino e do sério devir e desviou do Digesto e dos Editos do DEUS UNO teus Edis, os Teus e os Rudes Gentios.

Os itens de teus Editos e do teu TRUSTE RUDE, tesou reinos intregros e os Rudes Gentios.

Ore, ore e ore ou teu destino e devir é o negro Evos onde só se vê ou só se ouve os gritos de dores dos de rude ego.
****
Evos e Evos – a eternidade
Envido – provocação
Egro – doente
Entrudo – carnaval
Digesto- coleção de decisões transformadas em lei
Dengo – melindre feminino
Dose de tédios – bebidas alcoólicas
Devir – o vir a ser,
Divo e Intregro Ser – Jesus Cristo
Insto; instar – pedir, solicitar
Inverso no dengo – praticante sexual afeminado
Gênito – gerado
Reino do Rei Ungido – Brasil
Ritos de Ur e Eridu -Ritos Sumérios nos quais se espelharam as Igrejas e seitas oriundas da Biblia
Rudes gentios – o povo
Sion – Brasil
Servo Editor – o autor
Triduo Surto Trio – pragas,epidemias
Urde – trama
Vedro – antigo
Versuto – manhoso
Venusto – formoso
****
O W e o K

A Ciência Oaieme não reconhece o W e o K como letras de algum alfabeto, mais como Rébus isto é; ideogramas representativos de algo material ou abstrato.

O W representa e é o ideograma de Satã.

O K representa e é o ideograma de Keter, a coroa da Árvore da Vida da Cabala.

Nos resultados da Ciência Aieme o W é substituído pelo V e o K pelo C ou Q de acordo com a necessidade do ritmo da frase ou texto.
****
A Ciência Oaieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.

Muitas palavras que estão na quadratura, propositadamente não foram utilizadas. No entanto elas poderão se usadas, enriquecer o texto ou resultado final com novas informações. Este exercício é um desafio a sua competência.
****
05. COMENTARIO

Esse resultado tem um destinatário certo: os Estados Unidos e seus governantes porquê seu povo, considerando os páreas e os sem instrução, não podem ser responsabilizados pelos crimes contra a Humanidade perpetrados pelo seu País.

A frase In God we trust cuja tradução é Em Deus confiamos, provocou e ainda provoca discussões entre os próprios americanos pois muitos não aceitam que assertivas religiosas façam parte de documentos oficiais do estado.

Mais a palavra trust que significa confiança, nos dias atuais, significa muito mais do que isso. Ela significa agora, negócios, empreendimentos e as ações desenvolvidas pelos americanos nos quatro cantos do mundo.

O certo é; confiando e estando seguros que um Deus os abençoa, isso os incita a toda a sorte de ações venais, como o promover guerras e sedições que lhes interessam e o desmantelamento de nações, principalmente aquelas que não se alinham e não apoiam seus objetivos e metas.

Vós sois americanos o maior dos Anti Cristo.

****
**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.
****
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão
****  Fim.