Por JB da Silva

Nos dias atuais, muitas são as propostas pedagógicas e didáticas mas, a implementação de tais propostas tanto na rede pública como na privada, não são assim tão bem vindas.

O receio causado pela incerteza dos resultados a serem alcançados, assim como a desconfiança das intenções Governamentais e da Iniciativa Privada quanto ao futuro da Educação, deixam em total desconforto o Corpo Docente do País.

O ano de 2016 vai ficar marcada na História do Brasil pois neste ano se consolidou anunciada a fusão do Grupo Kroton e o Anhanguera que de “olhares gordos” nos 10% do PIB que vai respaldar o Plano Nacional de Educação, criaram o MAIOR CONGLOMERADO DE EDUCAÇÃO DO PLANETA, ultrapassando em muito a Gigante Chinesa New Oriental.

Como a participação das verbas do Plano Nacional de Educação é prevista em Lei para Iniciativa Privada poderemos assistir até o final do Plano em 2024 não  o deslanche da Educação Pública no Brasil mais sim a seu sucateamento ainda mais que; agora neste ano de 2017 se implantará o BNCC ou seja a Base Nacional Comum Curricular..

E agora políticos traidores que votaram a favor dos Itens que beneficiam a Iniciativa Privada?

O Parlamento no Império era uma escola de estadistas, na república uma praça de negócios”. ( Ruy Barbosa)

E agora professores omissos? Que sempre saíram às ruas em defesa de seus salários, planos de cargos e carreira e condições dignas de trabalho, direitos inalienáveis e incontestáveis mais nunca saíram às ruas com ênfase, em defesa do Ensino Público fonte de sua segurança e estabilidade no presente e no futuro.

A Escola Pública é sua roça onde você semeia o conhecimento, educa e recebe o seu honesto salário por isso.

Quem não vigia e cuida de sua roça, a praga vem e devora tudo!

Mais não haverá perdas, pois a Ciência Oaieme, a Doutrina das Doutrinas, a Super Lei o embasamento primordial da Nova Ordem Social a tudo equacionará.

**** 

 

 

MENU