01. ANALISE DO TEMA

Por JB da Silva

O Erê Saci, o Santo Piá o narrador principal dos resultados da Ciência Oaieme é uma Divindade indígena que nasceu do útero do incrível corpo de tradições indígenas e sertanejas do Brasil e até os próprios índios brasileiros não sabem a sua origem devido ao fato que; sua imagem foi modificada e deturpada pelos Jesuítas e o Colonizador português. Na realidade o verdadeiro Saci não é negro, não é perneta, não fuma cachimbo e não usa o barrete vermelho dos Povos Frígios na cabeça. Ele é simplesmente um Espírito Indígena.

02. QUADRATURA DO TEMA

cronicasI.

03. EXTRAÇÃO DE PALAVRAS DA QUADRATURA

DA- AS- DANÇA- DANO- DÃO- DAI- DAR- DARES- DERA- DEU- DOU- DE-DECAI- DECAIR- DECANO- DECORA- DECORE- DECORAI- DECURIA- DECURIÃO- DECANO- DENSO-DENSA-DESANCA-DESANCOU- DESAR- DESASE- DESAR- DESCANSA- DESCAROÇA- DESCANSOU- DESCRIÇÃO-DESCARNOU-DESCERA-DESCURA- DESNU- DESSE- DESSA- DEUS- DEUSES- DEUSA- DEUSAS- DESSECA-DESCERA- DESUNIÃO-DESUNIR-DESUNE-DIA-DIAS- DIOCESE- DISCO- DENSAS-DISCURSO- DISSO- DISSE- DO- DOS- DOAR- DOARES- DOÇURA- DOENÇAS-DOER-DORES-DOIS- DOR- DOSE- DOSAR- DUO-DUNAS-DURAÇAO-DURAR- E- EIS- ES- EA- ECOS- ECOAR- EDEN- EDEIAS- ERÊ- EIRADO- EDIÇÃO- EDUCA- EDUCAR- EIRAS- EIRADO- ENCADEOU- ENCAROU- ENCUCA- ENDOSSA- ENOIS- ENOC- ENSAIO- ENSAIOU-ENSACO- ESCADA- ESCARNIO- ESCOA- ESCOAR- ESCONDEU-ESCONDE- ESCONDIA- ESCUDO- ESCURAS- ESCUSA- ENSACO- ENSACAR- ESCOCIA- URAIS- URINA- UNIÃO- URANIO- UCA- URANO- UNICO- UNE- UNIDOS- UNIS-UNS-UNO- UNA- USINA- USO- USADO- USARA- URDE- URNA- URDIA- URAIS- SÃ- SÃO- SACA- SACO- SACI- SACIAR- SACRO-SACODE-SADICOS-SADICA-SADIO-SAI-SAIAS-SAIR-SAIU-SAINDO-SANDICE- SANDIO- SANDEU-SAUDA- SAUDAR- SAUDE- SARU- SE- SEU- SEUS- SUA- SUAS- SEDA- SEDE- SEDIOU- SEIS- SEIO- SEIUDAS- SISO-SODAS-SONSA-SEDUS-SEDUSI- SEDUSO- SENSO- SESSO-SERENA- SERENO- SERES- SEARA- SINA- SINEDRIO-SINODO- SICARIO- SENADO- SENÃO- SUINO- SUCESSO-SADICA-SADICO-SUCIA- SUCO- ACA-AÇO- ASCO-AÇÃO-ACASO-ACENA-ACIDO- A- AS- AOS- AIAR-AEDO- AINOS- AIO- AIA- ASIA- ARIOS- ARIDAS- AREIAS- ACIDOS- ARDOSIAS- ANODINAS- ACODE- ADEREÇOS-ACESO- ACEDE- ACUAR- ACUADOS- AÇUDE-ADIA- ADOECE-ADORNA-AI-AIS- AINDA- ANAIS-ANU-ANUS-ANO-ANIS-ANCAS- ANDAR- ANDARES- ANDÓ- ANDOR- ADÃO- ANDOU- ANSIAS- ANSIAR- ASNO- ASSEDIOU-ASNEIRAS-ANUO-ANUI-ANIS-AO- AOS- AONDE- ARA- AREA- ARDE- ARDUO-ARDUA-ARISCO- ARNEDO-ARNÊS- ARES- AREU- ASCO- ASCENDI- ASCENDER- ASCESE- ASCENSÃO-ASNEIRA- ASNOS- ASSENSO- ACENSO- ASSÉDIO-ASSIDUO-ASSUAR-ASSEAR- ASSEADO- AUREO- AUREA- AREU- CÃS-CÁ- CAÇA- CACAU- CACOS- CACUNDA- CADA- CADÊ- CADEIA-CADEIRA-CADENCIA-CADERNO-CAI- CAIU- CAIR- CANA- CANÇÃO- CANDEIA-CANECA-CANSAR-CANSOU-CÃO-CAOS-CARA- CARCÁS- CARIÚS-CANECOS- CARIOCAS- CARNES- CÁRNEO- CARNIÇA-CARNES-CAÇA-CARO-CARNUDO-CAROÁ-CASA-CASOU-CASCA- CASEIRA- CASERNA- CAUCASO- CAUDA- CADEIA-CEARÁ-CEREAIS-CEDE- CEDER- CEDEU- CENA-CESARES- CENÁRIO- CENSO- CERCO- CERCOU-CICERONE-CIENCIAS- CIRENEU- CIDRA- COA- COADA-COADUNAR- CÔDEA- COISA- CONCORDA- CONSIDERE- COR-CORES- CORDAS- CORCUNDA- CORDÃO- CORNOS- COROA-COCO-COSSACOS-CREDO-CRESCEU-CRESCIDO- CRIAÇÃO- CRIADO- CRIA- CRIANÇA- CRIOU- CRISES-CRIOULOS- CRUS-CRONICAS- CU-CURA- CUEIRO- CUIA- CUITÉ- CUIDO- CURANDO- CURA- CURSO- CRENÇA- CRESCIDO- CARENCIA- RAÇA- RAÇAS- RAIA-RAIOU-RANÇO-RASO-REAÇÃO-RASO-RADIO-RECADO- RECEIO- RECEIOU-RECENDE- RÉCUA- RECUA- REDE-REDEAS-REINOS- REI- REIS-RÉS- RESIDUO- RESIDO- RESSAIO-RESSOA- RESSONA- REU- REUS- RIA- RIAS- RIU- RISO-RINDO-RISADAS-RISCA – RICOS – RICAS – ROCA- ROÇA- ROÇADO- RODA- RODEAR- RONDA-RONDAR- RONDÓ- ROSA-RÓSEOS-RUAS- RODES- RUIDOS-RUNAS-RUNICA-RUSSIA-O-OS-OÁSIS-OCAS- OCARA- ONU- ONDA-ONDE-ORE-ORAI-ORDENS- ORDENA- ORNE- ORNA- OUÇA- OUTRA- OSSÉ- OUSE- OUSAR- NA- NAS- NAÇÃO- NAÇÕES- UNIDAS- NACO- NADA- NÃO- NOAS- NASCE-NASCIA- NASCEU- NASCIDO- NAUSEAS- NAUS- NESSA-NESSE-NO-NOS-NOSSO-NU-NUS-IA-IR-IRAS- IREI- INDO- IDA- ICONE- IDEAR- IDEOU- IDEOU- IDOS -INCURSÃO-IRADO-IRA-ISSO-INCAS

****
OBS: Todas as palavras do texto serão encontradas dentro da quadratura e todas as palavras possíveis que podem ser formadas com as letras da quadratura compõem o teor ou forma do texto ou Resultado.****

04. RESULTADO

Eu sou o Erê Saci e orei na ascese, ascendi aos Ceus e D*E*U*S* o Deus de Deuses, Deusas, dos Sóis, dos Sidéreos e Uno deu a esse Erê o assenso ao acesso aos Céus e nessa Era de Dores eu dou seus recados e ordens nesse Reino da Deusa Asase esse Áureo Sidéreo e sou o Cicerone do Credo eCiência Sacra criada das Runas Áureas de Sião(Brasil).

Resido a Eras e Eras nas escuras e densas eiras dessa Áurea Seara, o Sião(Brasil) onde D*E*U*S* sediou o Eden desse Sidéreo. Nessa Era de Dores e Ais, ano a ano e dia a dia na Sede dos Cariús Cariocas, (Rio de Janeiro) cuido de educar o Aedo nessa Ciência Sacra e o Aedo usa seu caderno onde usando as Áureas Runas de Sião urde ou cria Cronicas e Ensaios e essas Cronicas e Ensaios irão educar o Eu dos Seres desse Áureo Sidéreo e esse Aedo não se encuca e não se escusa da sua dura e rude sina.

Essa é a Era de acuos, dores, ais e crises. Se crês no Deus dos Deuses, das Deusas, dos Sóis, dos Sidéreos e Uno, ore e decore esses recados e ordens de D*E*U*S* e essa Era, será Áurea Era a sua Raça ou Nação. E dessas ordens e recados, a descrição é essa:

Nos Ido dos Césares o Reino de Noé era só carências e desares e seu Rei era arnesado as ordens do Reino dos Cesares. Nessa Era nasceu no seio da Rude Raça de Cariús de Noé Issa – o Rei dos Reis. Sua Aia de Seio no dia a dia, ciosa de sua sina e senda educara a Áurea Criança nos Credos de D*E*U*S*, nas Odes de Edis e nas Sérias Odes dos Deões. Ainda criança indo ao Sinédrio, usa seu caderno, seus ensaios, discursa e disse não endossar as Odes de Edis, as Sérias Odes de Deões e o desuso dos Credos de D*E*U*S* e não recua na ação. E a sucia de Senadores se rende a seu discurso a a Áurea Criança ainda saindo do Sinédrio na direção das ruas disse:

– Aí não se ora a D*E*U*S*. Aí só se usa os Arcanos dos Dons Reais do Credo do Acaso do Deus de cornos, crinas ósseas e duros cascos de Ur e Eridú.

A Áurea Criança e Rei dos Reis cresceu no anseio de se educar usando os Credos e as Cronicas dos Reinos desse Áureo Sidéreos e crendo nessa ação, arnesou seu asno, socou seus cadernos, ensaios, cueiros, carne seca e caroços secos no seu aió e disse adeus a sua Aia de Seio. Andou nos reinos Eurásicos, no reino dos Ainos, no Reino das Indias, no reino das Russias no Caucaso e nos Urais, na Escocia, na Suecia, no reino de Ra, nos reinos dos Iaôs de cara escura, no reino dos Incas e aí no reino de Sião onde nas eiras do Ceará acura as Rudes raças de Seres Nus de Sião e seus Credos de adoração aos Céus e a D*E*U*S*.

No escoar dos anos, crendo na sua Sina ou Senda de ser o Rei dos Reis desse Áureo Sidéreo se sediou no Reino de Noé e usando os Dons Unos de seu Eu saia às ruas de sede a sede, de eira a eira curando as doenças do rico e do aréu nas ruas e o sedar as dores e ais do Esses e Essas e dos suados a aiar era o seu dia a dia.

Aí séria crise se deu; o Sinédrio o acusa de sedução e o Rei dos Reis é acuado e cercado e rude decurião usa cordas e o arnesa. E no Sinédrio seu crânio, seu sesso e suas edéias são socados e o Rei dos Reis na canseira não ousa reação. Ao nascer do dia o Sinédrio o associa a dois rudes réus e aí se arnesa dura crús na sua corcunda e o Rei dos Reis sai a andar nas ruas e cansado cai. Rude Esse do Reino de Noé, Cireneu de dó do Reis dos Reis o acode e o Rei dos Reis irá andar na direção do ressaio onde se dará as duras cenas de seus desares. Na crús, rude decurião usa escada, a escora na crús e rindo soca o réu. O Rei dos Reis na crús se urina, se estira, não o acusa e não acusa a sucia do Sinédrio e sereno, na ascese se dá aos Céus e a D*E*U*S*.

A sua Aia de Seio cai e rico Deão a acode e Uns Esses e Essas se irão do rude cenário orando aos Céus e a D*E*U*S*. a sina e a senda de seu Rei dos Reis.

Essa é a Era de Dores, Crises, Ais e não se dá a cura das doenças a acuar os Esses e Essas. O Deus de cornos, crinas ósseas e cascos de Ur e Eridu Anu, Deus do Riso e Adé, o sócio de Adão e de Noé reina no Sinédrio das Nações Unidas, a ONU onde os Senadores dos reinos reunidos dão as ordens das ações a se usar nesse Áureo Sidéreo.

Ese esse Reino ou Nação não se une a súcia e não endossa as suas ações a súcia na ONU se reúne e usando suas decurias, naus nos oceanos e nos ares assedia o reino réu ou nação ré e o reino ou nação ou se rende ou a sua sina e senda será a ruína e o caos.

Essa é a Era de Dores, Crises e Ais e não se dará endosso ou anuo a réus.

Ora e ora a D*E*U*S* e a Issa o Rei dos Reis ou sua sina e senda na Era Áurea será o escuro do caos de rude Sidéreo na Ronda dos Idos e Idos.

Essa é a Crônica dos Idos do Reino de Noé, de Issa o Rei dos Reis e uma antevisão dos eventos dessa Era Áurea.

****
Assenso – que tem permissão
Aurea Seara – Brasil
Aedo – poeta, escritor, declamador
Aiar – chorar, gritar
Aréu – confuso, atrapalhado
Anu, Deus do Riso e Adé – Satã
Arcanos dos Dons Reais do Credo do Acaso – Tarô
Cariús- o homem branco
Cariocas – os nascidos no Rio de Janeiro
Ciosas- cuidadosas, zelosas
Decuria – corporação militar
Deusa Asase – a Terra
Erê – crianças
Encuca – se pertubar
Esses e Essas- o povo
Eurasia – antiga denominação do Oriente Médio compreendendo parte da Europa
Era Áurea – Século XXI
Reino do Credo de Orus – Egito
Saci – Divindade do panteão religioso dos indios Tupys
****
A Ciência Oaieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.
Muitas palavras que estão na relação, propositadamente não foram utilizadas. No entanto elas poderão se usadas, enriquecer o texto ou resultado final com novas informações. Este exercício é um desafio a sua competência.

****

05.COMENTARIO

As três Crônicas evidenciam que a partir dos Tratos e Contratos entre Enoc o Adão, Noé e suas descendências que sempre estiverem no poder em Israel e participam do Colegiado que administra este Mundo, só exite nesta Humanidade opressores e oprimidos evidentemente uns mais e outros menos.

Se ressalte que aquele que pesquisar o histórico desta Humanidade mais cedo ou mais tarde vai verificar que todos os acontecimentos de qualquer natureza ocorridos neste planeta se interligam assim como seus executores mesmo que hoje sejam amigos e aliados e amanhã sejam inimigos e concorrentes.

Assim como existe elites de etnias, existe as elites de nações que de maneira nenhuma abrirão mão de suas conquistas para beneficiar a Humanidade. Mediante isso havemos de convir que o discurso de religiosos, pensadores e políticos em defesa dos oprimidos é hipócrita, oportunista e desleal resumindo-se a um mero jogo de palavras e emoções.

O que foi tratado e proposto a Enoc, o Adão e a Noé no Eden está sendo cumprido a risca. Em contra partida reinos e nações através da ONU, várias instituições governamentais, seitas herméticas, religiões, máfias e a educação e a cultura no seio de qualquer nação trabalham para cumprir a sua parte no trato que é a implantação de uma Pátria Universal, o Império Satânico ou a Nova Ordem Mundial onde você será um mero Robô de carne e osso.

****
**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades Sou Um de D*E*U*S*.
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão

**** Fim.