01. ANALISE DO TEMA

J B da Silva

Não existe Método, Doutrina, Ciência ou outro recurso cultural do conhecimento humano que se equipare a Ciência Oaieme e a comprovação está aí em vossas mãos.

02. QUADRATURA DO TEMA

exodo.

03. PALAVRAS ENCONTRADAS NA QUADRATURA

DE- DEU – DEUS – DO -DOSE – DEDO – DOSO – EU-ÉS-E-EXU-EXUS-EDUS-USO- USE- SEXO – SE -SEU – SÓ -SUE- SÊDE- SEDE-O- ODES- OUSE-XODÓ- XODÓS

OBS: Todas as palavras do texto serão encontradas dentro da quadratura e todas as palavras possíveis que podem se formadas com as letras da quadratura compõem o teor ou forma do texto ou Resultado.

****

04. RESULTADO

Deus, deu o Eu, deu o Sexo e deu o uso do Eu, o uso do Sexo e o uso de Dose.
Se és de Deus, use seu Eu, use seu Sexo, dose o uso de seu Eu, dose o uso do Sexo e o uso de Dose. e só sue ODES.
Se de “sêde “ do uso de xodós de Sexo e de Dose se deu e deu seu Eu, és Exu e o xodó de Exus.
Seu Eu, é Sede de DEUS.
Ouse, e EU, DEUS, uso o dedo, doso seu Eu, doso seu Sexo, o uso de Dose e seu Exu sue de sêde de Eu, de Sexo , de xodós e de Dose e só.
Edus: Dose o uso seu Eu, o uso de Sexo, o uso de Dose e o Eu de DEUS é seu.
****
Exu – diabo
Xodó – paixão, estima especial.
****
A Ciência Oaieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.
***

05. COMENTARIO

Em todos os Credos Religiosos quando o assunto é o uso do sexo os comentários são parcimoniosos no entanto a Ciência Oaieme trata o tema de maneira prática, sucinta e direta não utilizando o cretino sofismar que ilude os incautos.

****
**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão

**** Fim.