01 – ANÁLISE DO TEMA

Por JB da Silva

A Ciência Oaieme tem a propriedade de em um pequeno texto demonstrar as atribuições e qualidades do tema analisado. E nesta análise do tema A família isso está mais do que evidenciado.

02 – QUADRATURA DO TEMA

a familia1

03 – PALAVRAS ENCONTRADAS NA QUADRATURA

MÁFIA – LAMA – FILIA ….

****
Não foram extraídas as palavras contidas na quadratura mais será um interessante exercício conferir se as palavras que compõem o texto estão inseridas na quadratura.
****

04 – CONFECÇÃO DO RESULTADO A
Lá ( no 1° Mundo), fia “Lã a Má Fia”.
A Má Fia alia a má fala a lama
Aí, a Ama Máfia filia a Família a Má Fama
****
05. EXTRAÇÃO DAS LETRAS ÁUREAS DO TEMA

a familia2

LETRAS ÁUREAS: A, F, M, I, L

07. EXTRAÇÃO DE PALAVRAS DA QUADRATURA

a familia3

Exercite sua mente procurando o restante das palavras dentro da Quadratura ou procure dentro da Quadratura as palavras que formam o texto do item 08.

08. CONFECÇÃO DO RESULTADO  B

Lá Fia a Lã a Má Fia ai, Fim…
****
Alia a má fala a lama – Incute costumes sórdidos as populações menos favorecidas
A Ama Máfia – a instituição criminosa maior, a Nova Ordem Mundial
Fia a lã – trapaceia, subverte
A Má Fia – os cartéis terceirizados do crime.
****
A Ciência Oaieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.
****
09. COMENTARIO

Não há mais como esconder os descalabros e o desastre social que sutilmente corroem a alma e o corpo dessa Humanidade em estertores. Se diluem os gêneros a partir das filosóficas postulações “ do pode ser mais não é” e do “ mais não é mais pode ser”.

Somado a essas postulações dos filósofos da Nova Ordem Mundial e seus mesquinhos resultados, começa a se extinguir os conceitos e os preceitos que embasam a Instituição Humana que entendemos como Família.

Mas, existem muitas pessoas por este Mundo afora, que estão conscientes e acordadas e estão determinadas a não aceitarem esta situação e já começam a utilizar o seu 4° Poder Pessoal em prol da espécie.

**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.
****
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão

**** Fim.