01. ANALISE DO TEMA

Jb da Silva

A Ciência Oaieme tem a propriedade de apresentar comparações entre dois aspectos distintos de um tema ou seja as suas duas interpretações primordiais e nada melhor do que Tema O Operário para nos demonstrar isso.

O tema nos apresenta uma visão do passado do operário como o do momento presente.

02. QUADRATURA DO TEMA

ooperario1

03. EXTRAÇÃO DE PALAVRAS DA QUADRATURA

PAI – PIO – PÊRO – REI – PIÁ – PEÃO …

Exercite sua mente procurando palavras dentro da Quadratura ou procure dentro da Quadratura as palavras que formam o texto do item 04.

OBS: Todas as palavras do texto serão encontradas dentro da quadratura e todas as palavras possíveis que podem ser formadas com as letras da quadratura compõem o teor ou forma do texto ou Resultado.

****

04. CONFECÇÃO DO RESULTADO A

O rei Pêro opera a eira e o poiá e piora o pão, a póia e o pirão ao aipo. Ri e ripa o piá, o peão e peia e porra o aio.

Ora ao Pai Pio o piá, o peão e o aio:

– Ó Pai Pio, orei e oro e aro a eira e o pão ao poiá é raro e o porre é pior !

Aí é ira ao Pai Pio:

– Porro e peio o rei Pêro!

Aí o Pai Pio peia e porra o rei Pêro, opera a eira e o poiá e o piá, o peão e o aio irão ao pão, a póia e ao pirão ao aipo.

A eira e o poiá é a pior pira e é ira ao rei Pêro .

Operai a eira e o poiá Peão!Aí o Pai Pio peia e ripa o pão, a póia e o pirão ao aipo ao rei Pêro !

E a roer pão ri; o piá; o peão e o aio!

05. EXTRAÇÃO DAS LETRAS ÁUREAS DO TEMA

O  O P E R Á R I O

 ooperario11

LETRAS ÁUREAS: O, P, E, R, A, I

06. QUADRATURA DAS LETRAS AUREAS

ooperario3

07. EXTRAÇÃO DE PALAVRAS DA QUADRATURA

Obs: Exercite sua mente procurando o restante das palavras dentro da Quadratura ou procure dentro da Quadratura as palavras que formam o texto do item 08.

08. CONFECÇÃO DO RESULTADO B

O rei Pêro opera a eira e o poiá e piora o pão, a póia e o pirão ao aipo. Ri e ripa o piá, o peão e peia o aio.

Ai ora ao Pai Pio o piá, o peão e o aio:

– Ó Pai Pio orei e aro a eira e o pão ao poiá é pior !

Aí é ira ao Pai Pio:

– Peio e ripo rei Pêro !

Aí o Pai Pio põe pior peia e ripa o rei Pêro. Opera a eira e poiá e o piá, o peão e o aio irão ao pão, a póia e ao pirão ao aipo !

A eira e o poiá é pira e é ira ao rei Pêro.

Operai a eira e o poiá Peão!Aí o Pai Pio peia e ripa o pão, a póia e o pirão ao aipo ao rei Pêro !

E a roer pão ri; o piá; o peão e o aio!

****

Atenção: O resultado B nada mais é do que a “prova dos nove” do Resultado A e nele não se pode utilizar a mesma letra duas ou mais vezes na mesma palavra. Isso só pode ser feito no resultado A.

Muitos resultados A e B expressam o mesmo texto.

Nesse tema O Operário, o que diferencia seus resultados é a palavra raro que não pode ser utilizada no resultado B.

****

Aio – serviçal, escravo

Pêro – nome dado aos portugueses pelos índios e escravos

Piá – menino

Póia – broa rústica

Poiá – forno de pedras

Pai Pio – DEUS

Peia – prisão de laços de corda ou presilha de ferro para segurar os pés de animais. Peiar – prender, segurar

Pira – fogueira ( fig = coisa aborrecível, que irrita, aborrecimento

****

A Ciência Oaieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.

****

09. COMENTARIO

Evidente que os recursos de linguagem nesse resultado nos mostra a vivência do Operário Brasileiro nos idos do Brasil Colônia onde o colonizador era o cidadão português o dito “Pêro”.

No entanto o resultado nos demonstra de maneira insofismável a situação do Operário Brasileiro na atualidade a partir do momento em que automaticamente a mente do leitor ou leitora faz a devida comparação entre os tempos da colonização e os dias atuais e isso acontece porquê sua mente lhe informa que o “Pero” no momento presente não é mais o colonizador português mais o Sistema Globalizado.

****

**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.

****
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão

****Fim.