Por JB da Silva

200px-Luiz_Inácio_Lula_da_Silva-Representando o nosso presente histórico e político adiante se demonstra alguns aspectos da análise do Tema O PRESIDENTE LUIZ INÁCIO DA SILVA através da Quadratura de suas Letras Áureas.

01- QUADRATURA DO TEMA

lula1.

02 – EXTRAÇÃO DE PALAVRAS DA QUADRATURA

Sem demonstração

03 – CONFECÇÃO DO RESULTADO A DO TEMA

Sem demonstração

04 – EXTRAÇÃO DAS LETRAS ÁUREAS:

lula11.

Letras Áureas:

O, P, R, E, S, I, D, N, T, L, U, Z, A, C, V.

05 – QUADRATURA DAS LETRAS ÁUREAS:

lula4.

06 – EXTRAÇÃO DE PALAVRAS DA QUADRATURA

O – OS – OCULTA – OCULTE – OCUPE – OCUPA – ODE- OI- OLÁ – OLÉ- OLIVA – ONÇA – ONDA – ONDE – ONERA- ÔNUS – ÔPA – ÓPERA – OPERA – OPINA – OPINAR – OPINE – OPULENTA – OPTA – OPTE – ORA – ORE – ORÇA – ORDENS – ORLA – ORLEÃ – ORNA – O – OS – ÓTICA – OUVE – OUVIR – OVIL – PÁ – PADÊ – PADRE – PAI – PAÍS – PALCO – PALETÓ – PÁLIDO -, PÁLIO – PALREA – PALREIO – PÂNICO – PANE – PANO – PÃO – PÃO-DURO- PAR – PARES – PARE – PARCELO – PARÉLIO – PAREÔ – PARIDO – PAROL – PARTE – PARTES – PARTIDO – PARTI – PARTO – PARVO – PARVOÍCE – PASTEL – – PASTIO – PASTO – PASTOR – PASTORIL – – PÁTIO PÁTRIO – PATUSCO – – PAU – PAZ – PEÇA – – PECADO –  PECADOR – PECULATO – PECÚLIO – PECULIAR – PÉ – PEDIR – PEDIU – – PEDRA – PEDRA E CAL – PEITA – PEITAR -PEIA – PAEIAR – – PEÃO – PEITO – PELA – PELADO – PELICA – PELIÇA – PELICO – PELO – PELUDO – PENA – PENDOR – PENDORES – PENDULO – PENDURA – PENOSA – – PENA – PENSAR – PENSAI – PENSÃO – PENSATIVO – PENURIA – PERCA – PERDA – – PERDIÇÃO – PERDÃO – PERDOA – – PERITO – PÊRO – PERTO – PESA – PESAR – -PESADO – PESCA – PESCADO – PESO – PETIÇÃO – PETISCO – PIÁ – PIANO – PIÃO – PÍCARO – PÍNCARO – PICUÁ – PIDÃO – PINÁCULO – PINO – PINOTE – PINTA – PINTADO – PINTOR – PINTURA – PIRA – PIRADO – PIRÃO – PISA – PISAR – PISEM – PISOU – PISADO – PISCAR – PISCA – PISTA – PITA – PITO – PIVÔ – PLÁCIDO – PLANO – PLENO – PÓ – POÇA – PODE – PODER – PÓDICE – PODRE – POEIRA – POESIA – POETA – PÓIA – PO – PIÁ – POIS –  POLAR – POLARIZE – PONTA – PONTE – PORCA – PORTA – POSAR – POSTULA – POSTULAR – POTE – POTENCIA – POUSE – POUSAR – POVARÉU – PRÁ – PRATO – PRÁTICA – PRÁTICO – PRAZO – PRCISO – PRECIOSA – PREÇO – PRÉDICA – PREDIÇÃO – PRELADO – PRESA – PRESO – PRESTA – PRESTO – PRETA – PRETO –  PREVIU – PRÉVIA – PRÉVIO PREZA – PRAZO – PRISÃO – PRIVA – PRIVOPU – PRIVANDO – PRODUZ – PROSA – PROVA – PROVE – PRUDÊNCIA – PUERIL – PULA – PULE – PULO – PULSO – PULSA – PULSAR – PUNIR – PUNE – PUNA – PURO  – RÇUDO – RADIO – RAIO – RAIZ – RAÍZES – RANÇO – RÁPIDO – RATICE – RATO – REAL – RÉU – RECATO – RECLUSÃO – RECLUSO – RÉCUA – REDIL – REDITO – REDUTO – REINO – REINA – REI – REIS – RÉIS – RELAÇÕES – RELAPSO – RELATO – RELTIVO – RENDA – REPASTO – REPISA – RÉPLICA – REPTO – REPTA – REPUDIO – REPULSA – RESÍDUO – RESOLUTA – RESOLVA – RESTA – RETA – RETO – REUNIÃO – REVIDA – REVISÃO – REVOA – REVOLTA – REZA – RICO – RICTO – RINS – RIO – RIS – RISCADO – RISCA – RISCO – RISO – ROÇA–ROÇAR – ROCA – RODA – ROLETA – RONDA – ROSA – ROTA ROTULA – ROTULE – RUDE – RUINA – RUIDO – RUIDOSA – ESTRILO – ESTUDA – ESTUDAR – ESTUDO–ESTÚDIO– ESTUPIDA – ESTUPIDO – ESTUPOR – ESTUPRO –ESTURDIO -ESVAI – ESVAIR – ETÁRIO – ETNIA –ETNICO –ÉTICA –EU – EUROPA – EVOLUIR – SÃ – SACUDIR – SADIO – SAI – SAIR – SAL – SALTO – SALVO – SALVE – SANE – SANTO – SÃO – SAPÉ – SÁPIDO – SÁTIRO – SAÚDE – SECA – SECULAR – SEDUÇÃO – SÉDULO ( CUIDADOSOS) SEDUTOR – SEDUZIR – SEIO – SEI – SEITA – SEIVA – SELADO – SELAR – SELAI – SELO – SELVA – SENADO – SENDA – SENÃO – SENTIDO – SEPULTA – SEPULTO – SER – SERIA – SERIO – SERVA – SERVO – SERVIÇO – SERVIA – SETOR – SEU – SIDERAL – SILVO – SINA – SINAL – SINCERO – SINCERA – SÍNCOPE – SOCAR – SOCIAL – SÓCIA – SOL – SOLAR – SÓLIDA – SOLTA – SOAR – SONDE – SONDA – SOPÉ – SUPOR – SOVA – SUA – SUADO – SUAR – SUAVE – SUCINTO – SUDITO – SUDRIO – SUÍNO – SUÍNA – SUÍTE – SUOR – SUPERA – SUPETÃO – SUPINO – SUPLICA – SUPLICAR – SUPLICE – SUPLICADO – SUPORTE – SURDO – SURTE – IA – IAS – ÍCONE – IDEAR – IDOS – IDA – IDAS – IDOLATRES – ILESO – ILAPSO-ILUSTRE – ILUDE – ILUSÃO – INAPTO – INAPTOS – INEPTOS – INCAUTOS – INCAUTO – INCLUSÕ – INCULTO – INCULTOS – INDUÇÃO – INDULTO – INDOLE – INDUZ – INSTAR – INSTE –INSTRUÇÃO –INSULTO –INSULTA – INTERVALO – INTRUSO – INTRUSA – INTRUSÃO – INVADE – IRA – IR – IRADO – ISCA – ISLÃ – ISOLA – ISTO – ISRAEL – DA – DAS – DANO – DANTES – DAR – DE – DÊ – DEU – DECAI – DECAIR –DECAIU – DECANO – DECLAROU – DECLARO – DECLINA – DECLINOU – DEITA – DEITAR – DELIRA – DELITO – DENOTAR – DENOTA – DENSO – DENTRO – DEPOIS – DEPORTA – DEPORTAI – DERIV – DERIVOU – DESATINO – DESAZO – DESCAI – DESCAIR – DESCOLA – DECOLAR – DESCOR – DESCULPA – DESCULPAR-DESONRA –DESPRIVA – DESTOA – DESTOAR – DESTRO – DESTRONA – DESUNIÃO – DESUNIR – DESVARIO – DESVIO – DESVIA – DESVIAR – DETONA – DETONAR – DEUS – DEVIA – DEVA – DIA – DIALETO – DIREÇÃO – DIRETO – DISCO – DISCUTE – DISCUTA– DISPÕE– DISTA – DISTO – DITO – DIVERSÃO – DIVERSO-DIZER – DIZ – DO – DOS – DOAR – DOCE – DOENÇA – DOIS – DOR – DORES – DOTE – DOTA – DOTAR – DOTEI – DUAL – DUAS – DDUELO – DURA- DURS – DURO – DUROS – DUREZA –NADIR – NAIPE – NÃO – NARCÍSEO – NARCISO – NARIZ- NASCER – NASCIDO – NASCITURO – NATIVO – NATO – NAVE –NAVIOS – NECTAR – NELA – NERVO – NERVOSA – NÉSCIO – NESTA – NETA – NETO – NEUTRO – NEVA – NEVADO – NÉVOA – NÍVEL – NO – NÓ – NOS – NÓS – NOAS- NOITE- NORTE- NOTA- NOTE– NOVA- NOVEL- NOVÉIS – NOVELA – NOVIÇA – NU – NUS – NUA – NUAS – NUCLEAR- NUCLEO – NUDEZ – NULO – NULA – NUTRE – NUTRIZ – NUTRIZES – TACO – TAL – TALO – TALVEZ – TÃO – TARDE – TARÔ – TE – TECLA – TEIA – TE – DEUM – TÉDIO – TELA – TENZ – TENSÃO – TEOR – TERÇO – TERNO – TESÃO – TESO – TESAR – TSOURA – TEU – TIO – TIA – TIPO – TIPA – TIRA – TIRANO TOCA – TOCAR – TODA TOLDA – TOLDAR – TOLA – TONS – TONICA – TONUS – TOPE – TOPA – TOPAR  – TORCE – TORCIDA – TORÉ – TORÍ – TORNA – TORPE – TORPEZA – TOSAR – TOSA –  TRAÇO – TRACE – TRAÇOU – TRAI – TRAIDO – TRAINDO – TRANSE – TRANSIDO – TRANSPÕE – TRAPO – TRAVE – TRAVÉS – TRAVO – TRAVOU – TRAZ – TREPA – TREPAR – TRICÔ – TRÍDUO – TRIENAL – TRINA – TRINO – TROCA – TROÇA – TROPA – TROPEL – TROPEÇA – TROPEÇAR – TRUÃO – TRUNCADO – TRUNCA – TU – TUDO – TULIPA – TUPI – TÚPICO – TURVA – TURVO – LÁ – LAÇO – LÁCTEO – LADINO – LADINOS- LADO – LAIVO – LAIVOS – LANCE – LANDÓ – LÁPIS – LAPSO – LAPUZ – LAR – LARES – LASCIVO – LASTRO – LATIDO – LATINO – LATO – LUDO – LAUTO – LAVOR – LAVORES – LAZER – LEÃO – LECIONA – LACIONAR – LEDO – LEI – LEIRA – LEIRÃO – LEITO – LEITOR – LEITORA – LEITURA –LENDA – LENIR – LENDÁRIO – LEOA – LÉPIDO – LEPRA – LESTO – LETIVO – LETRA – LEVA – LEVAR – LEVADO – LIDA – LIDAR – LÍDER – LIDERA – LINDO – LINDA – LINEAR – LIRA – LISA – LISO – LISTRA- LIVOR – LIVRA – LIVRE – LIVRO – LOA – LOAS – LOAR –  LOTE – LORDE – LOTECA – LOTERIA – LOUÇA – LOUCA – LOUSA – LOUVA – LOUVAR – LUA – LÚCIDO – LUCRO – LÚDICO – LUNÁTICO – LUTA – LUTE – LUTO – LUTAR – LUVAS – LUZ–LUZES–LUZIR–UAI–UCA– UÉ– UIVA- UIVAR- UIVO_ ULCERA – UNS – ÚNICO – ÚNICA – UNIR – UNE – UMA – UNIVERSO – UNIVERSAL – UNO – UPA – UNTAR – URÂNIO – URDE – URGE – URINA – USO – USA – USAR – USE – – USEI – UTERO – ÚTIL – UVA – ÚVIDO ( HUMIDO) – ZELAR – ZELAI – – ZELOU – ZELADOR – ZELO – ZERO – ZINA ( AUGE ) ZOA – ZOAR – ZONA – ZUARTE – ZUNE – ZUNIDO – ZUNIR – ZURETA – A – AS – À – ÀS – ACERVO – ACEIRO–ACEITO–ACEITOU–ACENO -ACERTO- ACESO -ÁCIDO – ÁCIE ( ARGUCIA ) ACINTE – ACIONE – AÇO – AÇOITE – ACOITE – ACORDE – ACRE – ACUSO – ACUSE –ADEPTO – ADENSO – ADENTRO – ADERIU – ADEUS – ADICTO ( AFEIÇOAD ) ADIR – ÁDITO – DORE – ADOTE – ADRO – ADSCRITO ( ACRECENTADO )  ADULE – ADULTÉRIO – ADULTERO – ADUZIR – ADVENTO – ADVERSO – AEDO – AI – AIS – AÍ – AIDS – AIPO – ALÇOU-ALENTO – ÁLEO – ALÍ – ALÔ – ALTIVO– ALTO – ALUDIR-ALUIR– ALUNO- ALVO– ALVOR – ALVORES – ANDÓ – ( BARBA)  – ÂNDITO –ANOR – NEL – ANIL – ANIS – ANO – ANOTE – ANTE – ANTES – ANTRO – ANULE – ANVERSO – AONDE – APELO – APERTO – APOR – APÓS – APOSTE – PREÇO – APONTE – APRONTE – APTO – ARES – ARCO – ARCONTE–ARDE–ARDIL–ARESTO–ÁRIDO– ÁRDUO – ARO – ARTE – ARTICO – ARTICULE – ASCO – ASPECTO – ASPERO – ASTRO – ATE – ATÉ – ATIÇE – ATIÇOU – ATINE – ATINOU – ATIRE – ATIVO – ATO – ATOR – ATRIL – ESTANTE – ATRIO – ATURE – ATURO – AUDITOR – AUDITE – ÁUREO – AUSTERO – AUTOR – AVE – AVISO – AVÔ – AVÓ – AZEDO – AZUL – CÁ – CÃS – CADÊ – CADERNO–CAÍDO – CAIS – CAIR – CAI – CALE –CALOU – CALDO– CALO – CALORES – CANO – CANSE – CANSOU – CANTO – CANTOR CANUDO – CANZIL (CANGA ) CÃO – CAOS – CAPELO – CAPÍTULO – CAPOTE – CARNE – CARNÊ – CARO – CARPINDO – CRÉDITO – CASEIRO – CASO – CASTO – CASTELO – CASULO – CATE – CEDO – CEDRO – CÉDULA – CENA – CENARIO – CENSURA – CENTRO – CENTRAL – CEPA – CEROULA – CERTO – CESTO – CEU – CEVA – CEVADO – CEVAR – CINTA – CINZAS – CINTURA – CINZEL – CINZELADO – CITAR – CITADO – CIVEL – CLARO – COISA – COLAR – COLEIRA – COLETIVA – CONDUTA – CONDUZIR – CONSERTA – CONSERVA – CONSTA – CONSTAR – CONTA – CONTAR – CONTER – CONTRA – CONTIDA – CONTRADIZ – CONTRAI – CONVERSA – COPAS – CÓPIA – CÓPULA – COR – CORES – CORDA – CORDIAL – CORISTA – CORNETA – CORTA – CORTE – CORTESÃ – CORTINA – CORVETA – COSTA – COSTURA – COTA – COTIZÁVEL – COVA – COVARDE – COZEDURA – COZER – CRANIO – CRÉDITO –CRÊ – CRIA – CRIADO – CRIPTA – CRISE – CRISTA – CRISTAL – CRIVA – CRU – CRUZ – CRUEZA – CRUENTO – CUIA – CUIDA – CUIDAR – CULPA – CULPADO – CULTO – CULTIVAR – CÚPIDO – CUPIDEZ – CURA – CURADO – CURTO – CURVA – CÚSPIDE – CUSPIDO–CUSTA – CUSTO – CÚTIS – VÁ – VAI – VACILE – VACILO – VÁCUO – VADIO – VALE – VALER – VÁLIDO – VALOR – VÃO – VAPOR – VÁRIO – VÁRIOS – VARONIL – VASO – VAU – VATE – VECTOR – VEDAR – VEDÓIA – VEDRO– VEIA – VEICULAR – VEÍCULO – VELA – VELAI – VELADO VELAR – VELUDO – VENÇA – VENDA – VÊNIA – VENTAR – VENTILOU – VENTILA – VENTO – VÊNUS – VER – VERÁ – VERÃO – VERNAL – VERNIZ – VERSADO – VERSÃO – VERSÁTIL – VERSÍCULO – VERSO – VESTAL – VÉSTIA – VESTIR –  VETO – – VETAR – VEZ – VIA – VIU – VIADHUTO – VIDA – VIDRO – VIELA – VIL – VIS – VILA – VILÃ – VINCULADO – VINCULA – VÍNCULO – VINDA – VIOLA – VIOLAR – VIRADO – VIRTUDE – VIRTUOSA – VIRULENTO – VÍRUS – VISÃO – VISAR – VISE – VISOU – VISTA –VISUAL–VOA – VOAR – VOCÊ – VOLTA – VOLTE – VOLTAR – VOLÚPIA – VONTADE – VORAZ – VÓS – VÓRTICE – VOTAR – VOTE – VOZ – VOZES – VULCÃO – VULTO

****

07 – CONFECÇÃO DO RESULTADO B DO TEMA

No árido sertão…

Do alto do céu, tudo se vê. E te vi nascer no árido sertão e ser criado sem instrução pelado e pálido, a pedra e cal, carne seca ao pirão e a sápido caldo na cuia e tua roupa era só trapos de rude zuarte.

E vi teu Eu de Piá, de terna índole, de dó das privações do povaréu se dar de adicto ao Rude Ser suado na dura lida de sol a sol a roçar e a cultivar nas leiras de lote a  lote.

Anos depois em São Paulo…

Aí te vi no dia a dia; na penúria, a lutar pelo pão,  pelo estudo e o sério lavor e te senti sincero no estudo e  sédulo e prático nos lavores. Ano a ano e dia a dia, se ardeu de revolta ao ver os Rudes Peões privados de pão, lar e de pódices ao vento, peitados pelo poder torpe dos Patrões ladinos e tiranos.

Na volúpia do apreço a teu País e varonil nos atos, ideou ser Sério Líder dos Rudes Peões. Crendo ser sua sina e sorte lutar pelo País e pelos Rudes Peões, vai de usina a usina e nelas, usando sua prédica e prosa sucinta e séria, une os Rudes Peões e até Patrões. E se torna Líder de Partido onde no seu plenário se discute e se postula prático Pacto Social vinculado a Nova Reta e Nova Rota ao País. Lesto, prático e de rico palreio na prosa ou prédica, leva de vencida os partidos dos  ricos patrões e cartéis por vontade do povaréu  nas urnas e se torna o Líder pleno do País.

O povaréu te deu crédito, aporte, suporte e vênias reais a teus atos.

Na crista da onda social e na cúspide ou pináculo do Pátrio Poder, não se volte contra os apelos do povaréu suplicante. Pois no plenário do Partido e de público, sério acerto se deu e nos itens escritos isto está claro e veiculado: no poder, usando o Pacto Social, sua luta do dia a dia seria cuidar de dar Nova Reta e Nova Rota ao País, dar lar, estudo, saúde, lida e lazer e crédito ao povaréu, dar alento de vida ao vadio e ao néscio aos trapos, punir os Réus Ruins; do rico ou de alto estudo a rude escória da ralé no desvio e zelar pelas Ricas Eiras e Leiras do teu País.

Esta é a Era de Dores e não são vernais os ares…

A noite, na tua suíte, no anelo lascivo a tua Eva seiúda, e deitado no teu rico estrado, ressona enrolado na suave peliça. No sertão, não tendo pirão ou caldo,de seio seco e nervosa, rude nutris enrola sua cria nos trapos e vai se deitar no seu rude catre suplicando a Deus pão, pirão e Nova Reta e Rota. Não tendo pirão, pão, póia ou caldo no prato dentro do lar o peão ou piá são só loas e ais e isto é sério acinte aos Céus.

Se tens tino, use lápis, caderno e no estúdio do teu rico ádito, sentai ao atril e anote:

Ao te sentar no Senado da ONU, discuta sério o Destino e a Nova Reta e Nova Rota das Nações, dê o seu recado e ao postular não se sinta só; elas estão a tua do volta e vão te ouvir e te dar respaldo. Elas terão de optar: ou se por a salvo, unidas pela Nova Reta e Nova Rota ou continuar repasto no prato dos tiranos cartéis.

Não se iluda, Os Ricos Cartéis estão a visar as ricas eiras de teu País e seu Serviço Social. Venais, estão a te dar corda… PRUDÊNCIA, PRUDÊNCIA e PRUDÊNCIA…

Envia a teu Senado, Leis e Éditos e Reais Atos de Ações de aporte e suporte ao povaréu. E no dia a dia nos teus atos e ações não vá se contradizer.

O ditado a tu, não é leviano ilapso, é só apreço e até te apresto o rol de atos e ações vinculados ao destino e SORTE de teu País.

Aí estão:

Zelar pela rica selva de teu País. Venais de outras nações estão a levar de tudo: da pedra preciosa ao pau de rica seiva e até piúcas. Do rico urânio ou césio ao pescado de tenra carne. Do réptil de picar virulento ao inseto vector de doenças. Use as Tropas pelos rios , pelos céus e pela selva e se peitado, puna e prenda os atrevidos usando o Pátrio Poder e a Lei.

Cuide do replantio do selvático, do árido sertão e cultive nos eitos e lotes incultos. O replantio e o cultivar terá de ser dia a dia e ano a ano. Aposte nisto: os ventos polares e o nevar, o calor do verão, a seca, a aridez e o adverso estio vão sovar o Astro e teu País terá de por a venda, por ao dispor e até dotar ou doar do pão a rude poia, da carne seca ao pescado, da reza de cura ao lácteo néctar e da couve ao coentro ao povaréu das outras nações.

Dote de cotas, ano a ano do cotizável dos altos lucros do teu País, dos Ricos Patrões e dos Cartéis, o povaréu pois isto não onera as contas do País e não é pesado ônus aos Ricos Patrões e aos Cartéis e dote de aporte e suporte o sério estudo e as artes de escol.

Audite ano a ano e dia a dia as contas do Serviço Social e os Atos e Ações do Poder Pátrio e puna os réus de peculato ou será punido pelo povaréu nas urnas ou pela repulsa dos partidos e a revolta das tropas.

Se te é certa a Nova Reta e Nova Rota ao País e te aténs a ela, te aviso;

O Serviço Social não leva a sério os curvados pela penúria, pela doença e pelos anos de dura lida.

Os ricos cartéis de lotecas, loterias, roletas, carnês cretinos, e planos de saúde estão lesando o povaréu ávido de lar, saúde, estudo e lazer. Na ilusão pueril de levar opulenta vida, o povaréu vai aos antros dos cartéis visando o lucro rápido e único e cédula a cédula a pecúnia se esvai e o rico e o peão não se dão conta da perca e do dano ao País.

Lute contra os cartéis da volúpia cretina, Veículos do asco e das loucas ações, os ácidos e enóis estão lesando a saúde e o tino do rico e do rude peão, no lar, na escola, na lida e no lazer.

Teu País é palco de atos e cenas reais. Se és sério e apto ator ou autor, antes de idear teus atos ou cenas, pensai, pensai, pensai e pensai…

Te adscrite o reto pensar e te inste o tino, os Céus.

****
A pedra e cal – a feijão e arroz
Adscrite – aditado- acrescentado
Adito – câmara secreta
Anelo – anseio
Atril – espécie de estante para se ler ou escrever
Apto- hábil, capaz
Cuia – vasilha feita com a casca da fruta da cueira
Cúspide – cume, o alto
Escória – resíduo inútil
Eva seiuda – esposa
Ilapso – influência divina
Índole – tendência
Lascivo – devasso
Lavor – trabalho
Lesto – rápido
Leiras – canteiros
Néscio – estúpido
Pódices – nádegas
Prédica – sermão
Piá – menino-
Palreio – palestra
Pináculo – o ponto mais alto, cume
Piúcas – pau seco
Póia – broa de milho
Rude Ser – o pobre
Ralé – a pobreza
Sápido – saboroso
Sédulo – ativo
Vênias – permissão
Vernais- primaveris
Zuarte – tecido rústico de algodão
****
A Ciência Aieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.
****
Muitas palavras que estão na quadratura, propositadamente não foram utilizadas. No entanto elas poderão se usadas, enriquecer o texto ou resultado final com novas informações. Este exercício é um desafio a sua competência.
****

COMENTARIO

Estamos em dezembro de 2016 e este resultado foi elaborado e devidamente registrado em 2008. Observem que nele de uma forma delicada e suave, já se alertava para o temperamento e o tino dúbio de Lula.

Por incrível que pareça, todos os sonhos em função da Pátria pelos quais Getulio Vargas morreu estão se concretizando ou se materializando nos dias atuais, até as pequeninas coisas que ele gostaria que acontecessem em prol das classes mais sofridas. O Mercosul, a integração do Brasil no Concerto das Nações, o avanço tecnológico inegável principalmente no que concerne a agro- pecuária, são apenas minúsculas bolhas de espuma nas ondas do imenso oceano de sonhos do imortal Getulio Vargas.

Getulio Vargas se diferencia do presidente Lula pela sua autenticidade nacionalista; pois promoveu avanços na área de educação, saúde, industria, comercio e ao regulamentar através de leis o relacionamento entre o capital e o trabalho elevou os padrões sociais do operário brasileiro.

Embora tenha cometido atos despóticos foi claro na suas ações e transparentes nos seus objetivos em relação ao povo e a Pátria. Seus atos ou ações, mesmo os negativos como preciosas gemas incrustadas numa jóia, fazem parte da eterna história de nossa gente quer queiram ou não seus adversários políticos ou antipatizantes.

O presidente Lula mais extrovertido e até mais populista é fruto de um movimento político novo que teve campo fértil para se desenvolver na Polônia assim como no Brasil. Não foi atoa que Lech Walesa e Lula chegaram a presidência de seus respectivos países. “ Bocas de ferro “ de convergências pluripartidárias, e por trás das cortinas da Globalização, bem treinados, bem falantes e de discurso fácil, agradaram a gregos e troianos e convenceram multidões.

Lech Walesa não é mais presidente da Polônia, seus discurso não é mais apaixonante e sua força política pessoal é nenhuma ou quase nada. Por cá, Lula tem trânsito livre a nível nacional e internacional, abraça os da direita e da esquerda sorrindo, se solidariza com os índios na Amazônia e chora abraçado aos nossos ancestrais negros na África. Só que seus atos, ações e o seu discurso atual, não estão de acordo com as propostas de sua campanha política a presidência e isso é preocupante. Não nos é repassado ou apresentado um programa de governo plausível ou um objetivo nacional a ser alcançado. Só metas e metas a cumprir para o pagamento de dívidas escorchantes é o corolário do noticiário diário nos periódicos e na televisão. E se as exportações atingiram um apogeu nunca dantes alcançado, dos lucros que daí resulta se provê a burra do banqueiro, do latifundiário e do rico empresário; o povaréu, não tem acesso ou participação na resultante dos lucros, a não ser através do parco e indigno salário conseguido na dura lida de sol a sol.

Temos que aprofundar a discussão sobre o nosso momento político e o futuro da nação, pois sem um programa de governo a cumprir e sem um objetivo nacional a ser alcançado, estaremos frágeis e a mercê dos vendavais políticos e econômicos a nível internacional ainda mais que não sabemos aonde essa “ convergência política” que se abrigou na sigla do PT, não se assume, não se apresenta e não diz a onde quer chegar assim como não sabemos quais acordos pessoais o Presidente Lula acertou com o colegiado do Poder Negro para chegar a Presidência do Brasil.

Getulio Vargas e seu partido, apesar dos pesares, tinham metas, programa de governo, objetivos nacionais a alcançar e até compromisso político com o operariado brasileiro. Por isso, urge que retiremos de circulação todos os políticos que possam interferir de maneira negativa, no destino e sorte do Povo Brasileiro. Façamos aos políticos cretinos através das urnas o que  os espartanos faziam no passado a seus idosos inúteis e doentes irrecuperáveis por questão de economia: eles eram  lançados do alto dos penhascos.

O homem ousando os Céus e a Deus a milênios, entrava o desenvolvimento coletivo em detrimento da humanidade, favorecendo os interesses de clãs, castas e grupos e não é nada diferente em relação a Raça Basileira. Pode demorar um ano, um século ou milênios, mais cedo ou tarde a humanidade encontrará a sua Reta ou Rota em direção ao seu futuro de realizações e desenvolvimento total. Em nosso caso particular, o Brasil Gigante; antes deitado, acordou, e já começou a caminhar apesar dos pseudo políticos, das bocas de ferro, das convergências políticas, dos acordos pessoais com o Colegiado do Poder Negro e Oculto que domina este mundo e até do próprio Poder Negro e Oculto…

As trombetas ecoam, chegou a hora do tira-teima, eu vos espero no centro da Arena Ratos !

Saiba +

**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.

****
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão

**** Fim·