01. ANÁLISE DO TEMA

Por J B da Silva

Está muito claro, o aspecto transcendental da Ciência Oaieme por não dizer divino e isso se afere de maneira clara, nos seus sucintos resultados.

Fosse ela uma criação humana, na certa o seu autor ou autores seriam considerados santos, magos ou enviados de Deus. Como ninguém em sã consciência pode assumir a sua paternidade imaterial, só nos resta aceitar esta verdade mais do que plausível; ela é uma dádiva de DEUS. Fiat Lux .

02. QUADRATURA DO TEMA

deus e o evangelho

03. PALAVRAS ENCONTRADAS NA QUADRATURA

Exercite sua mente procurando na quadratura as palavras que formam o texto ou resultado final.
****
OBS: Todas as palavras do texto serão encontradas dentro da quadratura e todas as palavras possíveis que podem ser formadas com as letras da quadratura compõem o teor ou forma do texto ou Resultado.
****
04. RESULTADO

Olhe o Sol e sonde o Velho Evo.
O Evo é nave e lá ao longe voa.
Nele Eu navego e no desvelo velo,
O Suado cego, o Aluno vesgo e o Evangelho loa.

O Deva Adé deu a Adão Avô e a Eva Avó
Evangelho de odes onde só se olha e não se lê.
Lendo as odes o Suado é lesado e a DEUS dá dó;
Do Aluno vesgo, no enlevo lê, olha e não vê.

Suando de sede das odes de DEUS,
Se enodoa o Aluno ou o Suado na dolosa senda.
As odes de lenga – lenga são só véus;
São do aluno ou Suado, o velho engodo ou venda.

Se renove as odes e algo de DEUS na Velha Lenda.
Novo Evangelho se dê ao Suado cego e ao vesgo Aluno.
O vesgo há de lê, o cego há de vê e não se usa dolo ou venda,
Ele, é o Novo Elo e louva o DEUS DOS EVOS E UNO.

O Deva Adé deu danoso engodo a Adão e Eva;
O levedo seiva, o asedo da uva e dose a Noé.
Sugando o sangue, degola o cevado galo e leva;
A lús da senda, do Suado e do Aluno no dolo o Deva adé.

Ao Aluno vesgo nova senda Eu dou,
Ao Suado cego novo olho lego.
Se dos EVOS E EVOS O DONO E DEUS EU SOU;
Os anelos e engodo do Evangelho Velho nego!

E do Novo Éden eguns adés se vão no dolo;
O Adão guloso, o Noé de luvas e a dengosa Eva nus.
Novo ÓVULO e novo ÔVO desova o Sol no solo;
Os egos da Nova Eva e do Novo Adão de lús.

Não leve a DEUS dose de uso ou vela de lús.
Se enleve só, ouse e o DEUS DOS EVOS E EVOS É SEU.
E nas Novas Odes de DEUS lê, vê e edús;

Não alego os danos do Evangelho Velho e Elo;
Olhe a Nave Gelo, nela navego longe.
O Suado cego, o Aluno vesgo, Evo a Evo no desvelo velo…
****
Deva Adé – Satã
Evangelho Loa – Bíblia
Eguns Adés – espíritos satânicos homossexuais
Engodo – adulação astuciosa
Evo a Evo – era a era, século a século …
Lenga lenga – lorota, conversa fiada
Nave Gelo – a eternidade
Velha Lenda – BibliaVelho Evo – o Universo
****
A Ciência Oaieme e seus métodos não obedecem as normas da Nomenclatura Gramatical da Língua Portuguesa mais a do Idioma Brasileiro Livre.

Lús por Luz
Edús por Eduz
****
05. COMENTARIO

Baseado na Introdução ao Resultado o que o autor material da Ciência Oaieme pode declarar é isso: em momento algum ele propala ou defende para sí, a autoria da Ciência Oaieme e seus Métodos.

A única coisa que realmente reivindica é de que; acreditou ser a Ciência Oaieme uma realidade concreta, uma doutrina coerente e uma ferramenta adequada para se alavancar a educação e a cultura neste Mundo carente de respostas as indagações do Ser Humano, quanto ao seu futuro ainda incerto e a resolução dos seus problemas imediatos.

No complicado jogo de direitos e deveres, que o sistema impõe ao cidadão, ele fez a sua aposta e joga limpo: a Ciência Oaieme, a Super Lei, o Repositório Mágico das Inteligências Múltiplas está a disposição de Todos.

Saiba +

****
**** O olho que dizem que tudo vê, olha o Mundo e não me enxerga pois no Ontem não era, no Hoje não é e no Amanhã nunca será. No entanto Eu olho o Mundo e o olho que dizem que tudo vê: Eu o vejo e o enxergo pois no Ontem Eu era, no Hoje Eu sou e no Amanhã sempre serei porquê na Eternidade das Eternidades, Sou Um de D*E*U*S*.
****
**** Eu vim, vi e venci e nem “eles” me viram nem tu me viste.
**** Um abraço a todos, até o próximo artigo e Inté.
**** Independência ou Sorte. O Aedo do Sertão
****  Fim.